Logomarca Difusora
Histórico Fotos Equipe Programação Novelas Departamento Comercial Promoção Contato
 
 
 Cuidados com animais peçonhentos
03/01/2020
Período chuvoso é propício a acidentes
 


Durante o período chuvoso e quente, acidentes com animais peçonhentos tendem a aumentar. Nessa época, animais como escorpião, cobra, formiga, abelha, vespa, marimbondo, taturana, lacraia e aranha procuram lugares secos para se abrigarem, podendo ser encontrados nas proximidades das casas, jardins e parques, tanto em áreas urbanas, quanto rurais.

A melhor forma de evitar os acidentes é adotar medidas de prevenção.
Como o contato com os animais peçonhento ocorre, geralmente, durante a realização de atividades que envolvem a manipulação de galhos, troncos, folhas e coleta de frutos, recomenda-se atenção especial nessas ocasiões, principalmente com as crianças.

A recomendação é manter limpos quintais e jardins das residências, não acumular folhas secas e lixo domiciliar. Também evitar a formação de ambientes favoráveis ao abrigo de escorpiões, como obras de construção civil e terraplenagens que possam deixar entulho, superfícies sem revestimento e umidade. Além disso, colocar telas nas aberturas de ventilação de porões e manter assoalhos fechados.

É importante ter consciência de que acidentes com animais peçonhentos podem levar à morte, caso a pessoa não seja socorrida e tratada adequadamente. Caso isso ocorra, é preciso procurar atendimento médico e evitar soluções caseiras como amarrar o local ou fazer torniquete no membro acometido, aplicar qualquer tipo de substância no local da picada ou “chupar o veneno”, essas ações apenas aumentam as chances de infecção local.

O MINISTÉRIO DA SAÚDE NÃO RECOMENDA A UTILIZAÇÃO DE PRODUTOS QUÍMICOS (PESTICIDAS) PARA O CONTROLE DE ESCORPIÕES. ESTES PRODUTOS, ALÉM DE NÃO POSSUÍREM, ATÉ O MOMENTO, EFICÁCIA COMPROVADA PARA O CONTROLE DO ANIMAL EM AMBIENTE URBANO, PODEM FAZER COM QUE ELES DEIXEM SEUS ESCONDERIJOS, AUMENTANDO A CHANCE DE ACIDENTES.

O QUE FAZER EM CASO DE ACIDENTE?

A recomendação é procurar a Santa Casa de Misericórdia. Se possível, levar o animal ou uma foto para identificação da espécie, permitindo assim uma avaliação mais eficaz sobre a gravidade do acidente.

É importante lembrar que não é em todo caso de acidente que o soro será indicado, e apenas o profissional de saúde poderá fazer essa avaliação.
O antiveneno é indicado em casos moderados ou graves. Limpar o local da picada com água e sabão pode ser uma medida auxiliar, desde que não atrase a ida ao serviço de saúde.

Fonte: Ministério da Saúde
Foto: Reprodução/Internet

 
« Voltar  
 
 Leia também:
Programação de aniversário ...
 
Festa do Peão começa dia 15 de Janeiro
Leia a matéria na integra  
.....................................................................
Obras na região de Piratininga
 
Cart divulga cronograma de desvios
Leia a matéria na integra  
.....................................................................
Reunião nova diretoria da ACE
 
Planejamento para 2020
Leia a matéria na integra  
.....................................................................
Energia Fotovoltaica na San...
 
Firmada parceria com a CPFL
Leia a matéria na integra  
.....................................................................
Cuidados com animais peçonh...
 
Período chuvoso é propício a acidentes
Leia a matéria na integra  
.....................................................................
 
Copyright © Rádio Difusora. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento de sites: GV8 Sites & Sistemas